Blogs Portugal

quarta-feira, janeiro 31, 2007

Os Blues


Gosto de Blues

Sei que a maioria é triste, mas a mim quase todos os blues me fazem sentir bem.
Mesmo naquelas noites onde nada sabe bem…aquelas em que se fuma para empurrar a bebida e se bebe para empurrar o fumo, aqueles acordes despertam-me, puxam-me para o sítio onde estou e quando dou por mim estou a bater o copo com força na mesa.
Noites em que se entornam coisas, em que se puxam mulheres pelo braço, em que se rola por cima da mesa porque não se gostou do que aquele tipo disse, noites em que se sangra, noites de cabedal, de botas, de sítios que tresandam a álcool e fumo, noites de lama, de valetas, de quedas aparatosas, de riso alto e maneirismos rudes, noites de garrafas que voam e se partem, noites onde não sabes onde estão as tuas chaves e não te ralas com isso, noites de beijos de luxúria e punhos cerrados.
Pois é, o ritmo dos blues é o ritmo do coração, e do nada, quando os ouço dou por mim a viver.
Soam os primeiros acordes e quase que se adivinham os seguintes, quem disse que isso é mau?
É sangue compassado que bombeia do meu coração para tudo o resto.