Blogs Portugal

quarta-feira, fevereiro 08, 2012

Lê-me

Lê-me como se eu fosse uma voz na tua cabeça, a minha voz de homem na tua cabeça de mulher, adivinha as pausas nas palavras, interpreta os silêncios e pelo amor de Deus imagina-me com estilo.

Percebe-me, compreende-me, mas não o dês a entender, guarda algum do mistério, melhor ainda, revela-o um pouco assim aos poucos… Mas livra-te de o fazeres de forma ritmada, pois vou perceber o padrão, sou um filho da mãe brilhante disfarçado de filho da puta mediano.

Engana-me e arrepende-te! Faremos a dança juntos. Eu finjo-me magoado e triste, pinto um retracto realista de um homem com alma, de um homem que se importa com quem fodes, vamos fazê-lo querida, sairemos melhores desta experiência, está cientificamente provado que pessoas melhores ardem e decompõem-se melhor.

Casa-te comigo, teremos crises de meia-idade, tatuagens aos 40, mota aos 50 e amantes toda a vida. Anda ter filhos idiotas, fazer viagens idiotas imortalizadas em fotografias idiotas que se perderão com um vírus idiota no teu computador idiota porque passas demasiado tempo em sites não fidedignos a ver pornografia, seu idiota.

Segura a minha mão enquanto morro meu amor, diz-me que fui um bom homem, mente-me minha querida e eu juro que te devolvo o favor.

Sem comentários: