Blogs Portugal

segunda-feira, abril 16, 2012

Ideia dela

As linhas do teu corpo são as fronteiras do mundo, onde terminas acaba tudo o que me importa, eras e és a soma de todo o mundo, converteste-me à santa fé da ignorância.

As tuas são as curvas da beleza, firmeza imortal e gosto intemporal que me lembra o amor.

Olhos de vitral, filtram e reflectem a luz em cor, fazes do dia o que o dia será na ditadura dos teus humores… Tomara me chovas em cima.

Os teus passos são ritmados à música das tuas ideias, eles ressoam por onde caminhas. O meu coração imita-os de tal forma que se não te ouço mover sinto-me morrer.

Nos teus cabelos há a prova de um outro mundo, de que Deus vive no vento e que desce para te abrir as portas e timidamente levantar-te a saia.

Não te amo porque não existes, és um ideal que criei, vives em intervalos de pensamentos meus e tão depressa te vejo como me parece que nunca serás.

És uma boa ideia num momento sempre mau.

2 comentários:

Anónimo disse...

Tony, gostei do "tomara que me chovas em cima" :-)

Anónimo disse...

hehehe Mas ela quem? :D
Eu percebo-te...
Marta Moreira Lopes